O que são redes Wi-Fi? - MAX dicas | Tech

terça-feira, 13 de março de 2018

O que são redes Wi-Fi?


O Wi-Fi

A cada dia o Wi-Fi se torna mais presente na vida das pessoas, mas nem todos conhecem o verdadeiro significado desta sigla, que está ligada diretamente com o padrão IEEE 802.11.
É uma tecnologia desenvolvida pela junção de empresas como 3Com, Nokia, Lucent Technologies e Symbol Technologies. Buscavam criar a padronização e normatização da rede sem fio em conjunto com a IEEE. Em 1999 nasce a WECA (Wireless Ethernet Compatibility Aliance), e o mundo inteiro começa a utilizar essa tecnologia.

Ainda não havia um nome adequado para a tecnologia, a WECA não podia lançar um nome complexo, mas sim um nome de fácil pronúncia e ligação com a rede sem fio, até que contrataram uma empresa chamada INTERBRAND, que criou a Wi-Fi e desenvolveu o logotipo da tecnologia, sendo que a base da criação foi o termo Wireless Fidelity (Fidelidade sem fio). Funcionou tão bem que em 2003 passa a se chamar Wi-Fi Alliance, justamente pela aliança de várias empresas.



Existem muitas vantagens em utilizar Wi-Fi, dentre elas a conexão e comunicação sem fio de vários dispositivos, como: impressoras, tablets, {smartphones, computadores. Possui um baixo custo e é muito útil, sendo utilizada em diversos lugares como: ambiente doméstico, parques, hotéis, praças, lojas, escritórios, restaurantes, universidades, shoppings.

Com o passar dos anos, cresce consideravelmente a demanda e fabricação de equipamentos que disponibilizam a função Wi-Fi, e segundo Leandro (2012 apud BONFIM, 2008), possibilita uma série de benefícios, como:
      • Robustez - Em caso de incidentes ou desastre uma rede sem fio pode permanecer intacta;
    • Rápida e fácil instalação - Tempo extremamente reduzido se comparado a conexões cabeadas, pois é necessário apenas algumas configurações, e não é preciso passar cabos em paredes ou tetos;
     • Flexibilidade - Possibilidade de realizar tarefas, alternando o local ou estações de trabalho de acordo com a necessidade;
     • Redução do custo agregado - Facilidade de expansão, menor frequência de manutenção, robustez e outros fatores que auxiliam a facilitar o processo de recuperar os recursos e configurações inicialmente definidos;
    • Escalabilidade - Possíveis configurações das WLANs para serem utilizadas, de pequenas a grandes redes, facilidade de adaptação e utilização em diversas circunstâncias;
     • Diversas topologias - Aceitação de uma variedade de topologias a serem configuradas, atendendo aplicações específicas, não havendo grandes dificuldades na mudança de configuração.

Mas há também algumas desvantagens como:
     • Qualidade de serviço - A qualidade do serviço disponibilizado é menor que as redes cabeadas, pois as radiotransmissões são muito suscetíveis a erros devido a interferências;
     • Segurança - Os canais sem fio são alvos fáceis de interceptar e o uso de ondas de rádio pode interferir em outros equipamentos que também utilizam o mesmo meio de transmissão.
     • Baixa transferência de dados - Embora a tecnologia sem fio esteja crescendo rapidamente, as taxas de transmissão ainda são inferiores se comparada a rede cabeada.

Leia também:
O padrão IEEE 802.11
Arquitetura de uma rede sem fio IEEE 802.11



Nenhum comentário:
Write comentários